A maior beleza das aves está na sua liberdade!
Muitas coisas o pássaro diria, se pudesse falar.
E a tua alma, criança, tremeria, vendo tanta aflição.
E a tua mão, tremendo, lhe abriria a porta da prisão...

Terça-feira, 10 de Janeiro de 2012
ASAS PARA VOAR

Uma águia empurrou gentilmente seus filhotes para a beirada do ninho.
Seu coração se acelerou com emoções conflituantes, ao mesmo tempo em que sentiu a resistência dos filhotes a seus insistentes empurrões.

Por que a emoção de voar tem que começar com o medo de cair? - pensou ela.
O ninho estava colocado bem no alto de um pico rochoso.
Abaixo, somente o abismo e o ar para sustentar as asas dos filhotes.
E, se justamente agora, isto não funcionar? - ela pensou.
Apesar do medo, a águia sabia que aquele era o momento.
Sua missão estava prestes a completar-se mas, restava ainda uma tarefa final: o empurrão.
A águia encheu-se de coragem.
Enquanto os filhotes não descobrirem suas asas não haverá propósito para a sua vida.
Enquanto eles não aprenderem a voar não compreenderão o privilégio que é nascer águia.
O empurrão era o melhor presente que ela podia oferecer-lhes.
Era seu supremo ato de amor.
Então, um a um, ela os precipitou para o abismo.
E eles voaram!

Às vezes, nas nossas vidas, as circunstâncias fazem o papel de águia.
São elas que nos empurram para o abismo.
E quem sabe não são elas, as própria circunstâncias, que nos fazem descobrir que temos asas para voar.

--------------------------

http://www.psicologiapravoce.com.br/


TAGS - temas do blog
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 00:02
link do post | E custa, comentar neste blog?

Segunda-feira, 10 de Janeiro de 2011
A LIBÉLULA

Num lugar muito bonito, onde havia árvores, flores e um lindo lago...

Certo dia surgiu um casulo...
E quando ele se rompeu, de dentro saiu voando uma linda libélula.
E ela ficou tão encantada com o lugar, que voou por cada pedacinho...
Brincou nas flores, nas árvores, no lago, nas nuvens...
E quando ela já tinha conhecido tudo...no alto de uma colina, avistou uma casa...
A casa do homem...e a libélula havia de conhecer a casa do homem...e foi voando pra lá....
E então, a libélula entrou por uma janela, justo a janela da cozinha...
E nesse dia, uma grande festa era preparada.
Um homem com um chapéu branco...grande...dava ordens para os criados...
Mas a libélula não se preocupou com isso, brincou entre os cristais, se viu na bandeja de prata, explorou cada pedacinho daquele novo mundo...
Quando de repente, ela viu sobre a mesa...uma tigela cheia de nuvens!!!
E a libélula não resistiu, ela tinha adorado brincar nas nuvens... e mergulhou....
Mas quando ela mergulhou...ahhhhhhhh...aquilo não eram nuvens, e ela foi ficando toda grudada, e quanto mais ela se mexia tentando escapar...ahhhhhh
...mais ela afundava....
E a libélula então começou a rezar, fazia promessas e dizia que se conseguisse sair dali, dedicaria o resto de seus dias a ajudar os insetos voadores... e ela rezava e pedia...
Até que o chefe da cozinha começou a ouvir um barulhinho e ele não sabia que era a libélula rezando e quando olhou na tigela de claras em neve... arghhhh... um inseto!!! E ele pegou a libélula e a atirou pela janela...
A libélula então, se arrastou para um pedacinho de grama, e sob o sol começou a se limpar...e quando ela se viu liberta... ahhhhh... ela estava tão cansada que se virou pra Deus e disse: - "Eu prometi dedicar o resto de minha vida a ajudar os outros insetos voadores, mas agora eu estou tão cansada, que prometo cumprir minha promessa a partir de amanhã..."
E a libélula adormeceu...
 
Mas o que ela não sabia, e você também não sabe, é que as libélulas vivem apenas um dia...
E naquele pedacinho de grama, a libélula adormeceu e não mais acordou...
---------------------
31/03/2006
Sara Rafael
fonte: As Mais Belas Histórias Budistas

TAGS - temas do blog
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 13:29
link do post | E custa, comentar neste blog?

Domingo, 10 de Janeiro de 2010
A cor da saudade

Era uma vez uma menina que tinha um pássaro encantado.
Ele era encantado por duas razões: Não vivia em gaiolas, vivia solto. Vinha quando queria, quando sentia saudades...
E sempre que voltava, suas penas tinham cores diferentes, as cores dos lugares por onde tinha voado.
         
Certa vez voltou com penas Imaculadamente brancas, e contou histórias de montanhas cobertas de neve.
Outra vez, suas penas estavam vermelhas, e contou histórias de desertos incendiados pelo sol.

Era grande a felicidade quando eles estavam juntos. Mas, sempre chegava a hora do pássaro partir...
A menina chorava e implorava: - Por favor, não vá. Terei saudades, vou chorar.

- Eu também terei saudades - dizia o Pássaro - mas vou lhe contar um segredo! Eu só sou encantado por causa da Saudade. É ela que faz com que minhas penas fiquem bonitas...  Senão você deixará de me amar.
E partiu.

A menina, sozinha, chorava.
Uma certa noite ela teve uma ideia: e se o Pássaro não partir? Seremos felizes para sempre! Para ele Ficar, basta que eu o prenda numa gaiola. E assim fez.

A menina comprou uma gaiola de prata, a mais linda que ela encontrou. Quando o pássaro voltou, eles se abraçaram, ele contou histórias e adormeceu. A menina aproveitou o seu sono e o engaiolou.
Quando o pássaro acordou deu um grito de dor.
- Ah ! O que você fez? Quebrou o encanto. Minhas penas ficarão feias e eu me esquecerei das histórias. Sem a saudade, o amor irá embora...

A menina não acreditou... Achou que ele se acostumaria.
Mas, não foi isso o que aconteceu. Caíram as plumas e as penas transformaram-se num cinzento triste. Não era mais aquele o pássaro que ela tanto amava...
Até que ela não mais aguentou e abriu a porta da gaiola. - Pode ir, pássaro - Volte quando você quiser...
- Obrigado - disse o pássaro - irei e voltarei quando ficar encantado de novo. Você sabe, ficarei encantado de novo quando a saudade voltar dentro de mim e dentro de você.

Quantas vezes aprisionamos a quem Amamos, pensando que estamos fazendo o melhor?
Pense. Deixar livre é uma forma singela de ver, ter...
Direccione o seu amor não para a prisão e sim para a conquista, sempre.

-----------------------------------------

12/12/2005

artigo recebido via Internet, sem autoria


TAGS - temas do blog
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 22:15
link do post | E custa, comentar neste blog?

Quinta-feira, 10 de Janeiro de 2008
A Andorinha

Esta história nãcalafatis_morto.jpgo tem um "happy end". Apenas registra a sensibilidade de um fotógrafo, que documentou o sentimento de perda de uma pequena ave. E onde talvez se possa concluir que muitas vezes os animaizinhos são mais "humanos" do que nós.

Trata-se de uma história de andorinhas em um "timing" perfeito de um fotógrafo Tailandês.
"Um dia nublado no porto sul de Formosa. Muitas andorinhas fazem revoadas sobre as ruelas do porto. Fico preocupado com o vai e vém dos caminhões. De repente, um passa rapidamente à minha frente e quando olho a minha esquerda vejo um tufo preto no chão. Logo notei que algum acidente havia acontecido outra vez".
"Os pássaros são também muito sentimentais e logo um irmão voou para o seu lado relutante em aceitar a verdade".
"Uma terceira andorinha ainda se aproximou como tentando dizer-lhe que a verdade não poderia ser mudada... Mas a outra, gritou dolorosamente, exijindo que fossem deixadas a sós ... parecia querer acreditar que nada tinha acontecido ali".
"Um outro grande caminhão passou e o movimento do ar fez com que a andorinha inerte rolasse sobre o piso. A andorinha irmã voou imediatamente pra trás crendo ser aquele um movimento de recuperação, uma manifestação de vida...."
"Não vendo nenhuma outra reação, ela começou a chacoalhar o irmão inerte: "... Hei acorda ... acorda..."
"Infelizmente ele não mais podia responder... Ela ainda tentou confortá-lo, abrigá-lo sobre suas asas".
"Entretanto, já era demasiado tarde... Mas ela ainda, vibrou as asas, repetidas vezes...."
"A inerte andorinha já não podia mais responder ..."

"Um outro carro ... a andorinha voou, mas imediatamente voltou logo que ele passou..."
"Mesmo que as outras andorinhas lhe dissessem que seus esforços eram em vão, ela ainda tinha esperança que seu irmão se levantasse outra vez".
"Um outro caminhão passou e o corpo moveu um bocado... Novamente a irmã tentou levantá-lo usando de toda a força que tinha".
"E quando notou que não podia carregá-lo, gritou : "Porquê você não se levanta?"

"Eu não podia mais continuar a fotografar. Eu estava muito chateado e compadecido com aquela situação. Até pensei em levar a andorinha morta para um arbusto próximo, mas minha interferência em pouco adiantaria.
Só posso dizer que a andorinha pairou perdida no céu e gritou diversas vezes, até que finalmente se afastou como que aceitando a verdade".
----------------------------------
8/12/2006
Artigo recebido via Internet, s/autoria


TAGS - temas do blog
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 22:30
link do post | E custa, comentar neste blog?

Sexta-feira, 10 de Agosto de 2007
A Borboleta Lilás em Taiwan

borboleta_lilas.gifDireitos dos animais respeitados!
Auto-estrada encerra para deixar passar borboletas.
Em todo o mundo deveria ser assim!
Sem mais comentários.
---------------
Laura B. Martins

Todos os anos mais de um milhão destes insectos atravessam o sul da ilha da Formosa.
Este ano vão receber tratamento VIP.

A Borboleta Lilás dirige-se para o norte onde morrerá depois de pôr os ovos
O governo da Formosa (Taiwan) vai encerrar um troço de 600 metros duma das mais movimentadas auto-estradas do país. Tudo para que a migração sazonal das borboletas lilases decorra sem problemas para os animais.

Esta espécie de borboleta passa o Inverno no sul da ilha e aproveita a chegada do calor primaveril para se dirigir ao seu local de reprodução, no norte.
Nesta dramática viagem muitas das 12 mil borboletas, que todas as horas se fazem literalmente à estrada, “não conseguem chegar ao seu destino final” asseguram os especialistas.
As autoridades da Formosa já avisaram que o encerramento da via irá causar complicações no trânsito, mas, acreditam ser por uma boa razão.
“Os seres humanos têm de apreender a coexistir com outras espécies, mesmo que seja com uma tão pequena como esta”, garantiu Lee Thay-ming do gabinete nacional de auto-estradas.

Evitar o tráfego
Todos os anos largos milhares de borboletas lilases morrem vítimas dos automóveis, que passam a alta velocidade e arrastam os delicados animais para o meio do trânsito, onde acabam por morrer esmagados.
Para além do corte do trânsito, as medidas para impedir o morticínio incluem ainda redes de protecção e luzes ultra-violeta. Os ecologistas esperam assim que todos estes cuidados alterem o cenário de anos anteriores.
As redes de protecção foram desenhadas para obrigar as borboletas a voar mais alto, o que reduzirá o risco de serem apanhadas pelo tráfego.
As luzes ultra-violeta serão instaladas debaixo de pontes, para encorajar os pequenos insectos a passarem por baixo da estrada, afastando-os assim de perigos mortais.
Supõe-se que estas medidas de salvamento rondarão os 22.500 euros.   
-------------

Pedro Chaveca


TAGS - temas do blog
(clique em cima):
,

publicado por LauraBM às 18:31
link do post | E custa, comentar neste blog?

Sexta-feira, 12 de Janeiro de 2007
Onde os pássaros fazem ninhos

ninhonatuia.jpgTroca de mensagens entre amigos:

Meus amigos,
Lembram-se da minha árvore, a Tuia?
Pois... tem lá, novamente um ninho de pássaro verdilhão!
Primeiro 2 ovos, no dia seguinte mais um e, no 3º dia - 5 ovinhos! Delicioso!!!!!!!!
Apenas um é sarapintado. Que estranho, não? Será dalguma fêmea aproveitadora dos ninhos alheios?

Eu deixo sempre ficar os ninhos duns anos para os outros e, se for o mesmo passarinho, parece gostar do local. No ano seguinte volta, arranja o ninho com mais pauzinhos, afofa-o com peninhas e... lá põe mais ovos, bem no interior da Tuia!
Laura
=========================
Interessante a dedicação de algumas pessoas à causa dos animais; é como tudo na vida: Uns destroem, mas há sempre alguns poucos que tentam conservar.
Por aqui também tenho recolocado pássaros caídos nos seus ninhos, ainda que, sei-o bem, eles vão ser os responsáveis por futuros danos na horta.
Faz pouco tempo, ao limpar uma parte do pomar, encontrei um ninho com três pássaros com os olhos ainda fechados. Creio serem de melro preto; nunca cheguei a ver a progenitora. Voltei a colocá-los no ninho, pois que com a ferramenta eles foram projectados. Parei com o trabalho para que eles não ficassem expostos ao sol, caso retirasse os arbustos que os protegiam. Então, alguns dias após, eles que se desenvolvem rapidamente, seguiram a mãe desaparecendo de cena.
Ivo Lourenço
===========================
Morei uma vez num apartamento e um gavião fez o ninho no recipiente destinado ao ar-refrigerado.
Fiquei um verão inteiro sem ligar o ar, morrendo de calor, só para não incomodar a ave com o filhotinho...
Sônia Catharina
============================
Mas que fofura Laura....eu tb já tive ninho de pássaros na minha arvore....só que de Sabiá....o pássaro do Brasil conhece? é lindão...majestoso...depois quando o filhote nasceu...ele começou a voar e caiu da arvore   que eu consegui pegar pois estava perto dele.....menina....a passarinha mãe me atacou na cabeça com bicadas.....hehhehehe por medo de eu judiar do filhote dela.....mas justo eu? tadinha mas ela não sabia né que eu amo amo....amo....amo os animais
Marilene
==========================
É uma fofura, sim.
E com este ninho eu não tenho tido problemas, ano após ano.
Já com os melros e os pardais é uma desgraça. Acho que ficam mais tempo nos ninhos e depois as avezinhas começam a querer voar e caem. 
Já tive aqui um ninho de melros que era eu em cima dum escadote a pôr os pequeninos no ninho e eles a caírem de novo. Até que lá pus mais uns raminhos e segurei com cordel aos outros ramos mais grossos, só para fazer altura e eles ficarem mais em baixo. Nunca mais caíram.
Foi um drama porque o meu gato ainda era vivo e um caçador de primeira.
Ufa, menina!!!!!!!
Laura


TAGS - temas do blog
(clique em cima):
,

publicado por LauraBM às 00:35
link do post | E custa, comentar neste blog?

Quinta-feira, 5 de Janeiro de 2006
Não Tenho Pressa!!!!!

beijaflor_peq.gifSim, olho para o céu e agradeço a Deus tudo o que tenho!
Não quero correr! Não preciso!
Quero ter a calma necessária, para contemplar o Meu Jardim Mágico, para ver , se a orquídea mudou de cor, se o beija-flor está passando por aqui, como sempre faz.
Todos os dias, ele vem à minha varanda e bebe o seu néctar!
Nasceu um aqui, que já aprendeu a voar e  vem se alimentar, instruído pelos seus pais.
Ouço seu farfalhar de asas e seu chilreio diferente, pois é Beija-flor.
E, como Beija-flor, ele é bem diferente, pois o amo demais!

Minha Bananeira de Salão, cada dia mais bela, fora as outras flores...
O Céu Azul, o Sol que adentra pela minha janela, quando escrevo!
De onde estou, é só esticar o pescoço, se não quiser ir lá fora.

E, à tarde, bandos de garças sobrevoam Araruama, quando começa o Crepúsculo.
Têm hora certinha. Começam a passar lá pelas 17:00 h.

O Céu de Araruama, responsável pelo meu primeiro poema: " Rose"!
Sou feliz! Sou contemplativa. Tenho o poder de jogar fora o que me incomoda.
Quero amar e ser amada, dar Amor, falar com as minhas flores e os meus pássaros libertos do céu.
Não quero mais conhecer a " Pressa ". Amo a calma e a Paz!
--------------------
09/10/04 - 11:27 h
Eda C. da Rocha
Araruama


TAGS - temas do blog
(clique em cima):

publicado por LauraBM às 00:00
link do post | E custa, comentar neste blog?

Sábado, 12 de Junho de 2004
Você voltou, sabiá

sabia_naarvore.jpgDesde março que não te vejo, que não te ouço...

Mas você voltou e todos os dias tenho acordado com a tua voz, vinda do lado de fora da minha janela, cantando pra mim... Como se fosse uma serenata, chamando por mim, me acordando para mais um dia...
Acendo a luz porque ainda é noite alta... Está escuro lá fora... então vejo você!!! Você fica ali insistindo ...insistindo... até que eu abra a janela para te dar o meu bom dia e receber toda a alegria que você transmite.
Você chega imponente, poderoso majestoso e anunciando a primavera.
Permanece durante todo o verão... mas vai embora e viaja em março... e me deixa morrendo de saudades de você...
Volta para ver se eu continuo ali te esperando... e eu estou ali no mesmo lugar...
Quando você chega logo pela manhã... até cheiro de mato eu sinto...
Por algum tempo você consegue transformar a cidade grande, a capital... numa pequena cidadezinha de interior com a poesia das músicas antigas... com o sino da igreja, que fica bem ali ao lado e toca às seis horas da manhã...
Você me faz muito feliz!
Você alegra as minhas manhãs e as minhas tardes de verão.
Ahhhh ...se todos tivessem a tua fidelidade, simplicidade e pureza...
o mundo seria bem melhor, porque você é o meu amorzinho
"A Majestade", "O Sabiá Laranjeira"
---------------------------
Marilene Laurelli Cypriano
http://www.ananke.com.br/marilene/textos_romanticos/de_marilene/Abertura/abertura.htm 


TAGS - temas do blog
(clique em cima):
,

publicado por LauraBM às 02:17
link do post | E custa, comentar neste blog? | Veja o que os outros disseram (2)

Quarta-feira, 2 de Junho de 2004
Pintaínhos do Brasil

pintainhos_flores.jpg Os pintainhos aí ao lado me fazem lembrar um tempo em que morei em Mogi das Cruzes, terra muito fria.

Papai trazia-me pintainhos de um dia para que eu cuidasse deles até que criassem umas peninhas e asas.
Numa caixa, com uma lâmpada e também com uma tampa cheia de trapinhos de lã, eu os levava para meu quarto, aguentando o piu-piu que varava a noite.

PAI, nossa vida terrestre não vale nada.
Nossa plumagem se muda em penas, crescemos na ignorância, morremos feito frangos de corte ou galinhas poedeiras.
Que nossa sociedade, PAI, possa no mínimo ser tão útil como um bom galinheiro.
------------
Ana Suzuki


TAGS - temas do blog
(clique em cima):
,

publicado por LauraBM às 16:16
link do post | E custa, comentar neste blog?

Algo mais sobre mim
TAGS - temas do blog
(clique em cima)

00-especial

000-homenagens

01-animais do ar

02-animais do mar

03-animais da terra

04-eles são assim

04-fábulas

05-animais de amigos

06-saúde animal

07-artigos divertidos

08-pense nisto

09-poemas outros

10-crónicas-laura

10-poemas-laura

11-ternuras e piadas

12-datas especiais

12-natal

todas as tags

Meter o nariz no blog...
 
subscrever feeds
Novidades no blog

ASAS PARA VOAR

A LIBÉLULA

A cor da saudade

A Andorinha

A Borboleta Lilás em Taiw...

Onde os pássaros fazem ni...

Não Tenho Pressa!!!!!

Você voltou, sabiá

Pintaínhos do Brasil

Antiguidades óptimas
Também gostará de:

10 blogs para conhecer no...

Sua presença basta

Poema - Mais vale guardar...

Links especiais:
Fazer olhinhos