A maior beleza das aves está na sua liberdade!
Muitas coisas o pássaro diria, se pudesse falar.
E a tua alma, criança, tremeria, vendo tanta aflição.
E a tua mão, tremendo, lhe abriria a porta da prisão...
Domingo, 18 de Setembro de 2011
Periquito PECK...

 

 

(A única foto que tenho de ti - na mão do Bernardo) Somente hoje, de forma inadequada, fiquei sabendo de tua partida, meu querido Peck.

Tenho certeza de que já estás em companhia de São Francisco de Assis, que te acolheu muito bem, como faz com todos os que vão para a vida eterna.

 

Gostava demais de ti, meu querido periquito! E, quando ficavas aqui em casa, para as viagens de teus donos, toda tarde ia até tua gaiola bater um papo contigo, levar-te alguma coisinha para que ficasses bicando, de forma apressada - como era teu costume. Da última vez que ficaste aqui, foi uma temporada grande, para arrumação do apartamento. Meu marido, que tratava de ti, limpava a gaiola, colocava água e alpiste e também levava-te à cozinha - a fim de que andasses um pouco - e me avisava: "cuidado, que o Peck está solto, passeando"... Eu sentava e tu vinhas bicar meu pé, a unha, era uma delícia.

 

Partiste dia 5. Meu filho e meu marido combinaram de não me contar, porque sabem que não posso ter emoções fortes. Cláudio, veterinário e cunhado de meu filho, tratou de ti mas, já tinhas 9 anos - e me parece que era uma idade avançada para tua vida, não sei bem...

Nasceste encomendado para Bernardo que ficou muito feliz quando chegaste. Eras ensinado: andavas, corrias pelo corpo dele, que era uma criança. Enfim, eras a novidade da casa. Todos ficaram muito tristes com tua partida e te enterraram no jardim do prédio, onde eles devem morar até o fim da vida.

Apenas teu corpo ficou, lá, meu lindinho azul e branco. Tua alma - feliz e angelical - já está na turma de bichinhos de São Francisco de Assis, que sempre é o que recebe os animais e cuida em acomodá-los lá no lugar maravilhoso onde ele vive. Mas eu chorei demais. Parece incrível que a gente sente tanto a partida de um periquito, mais talvez, do que de um ser humano que falece. Eu estava almoçando e, sem mais nem menos, disse ao meu marido:

"eu não me despedi do Peck quando ele foi embora" (desta permanência de 3 meses). Ele, sem pensar que o momento era IMPRÓPRIO respondeu: "ELE MORREU. O PECK MORREU!"

Fiquei atônita e as lágrimas escorriam de meus olhos sem que eu as pudesse conter. Passei mal a tarde toda.

 

O mundo em que estamos vivendo está violento demais. Os homens estão destruindo a si próprios e não percebem. Os animais, de toda espécie, são mais carinhosos, entre si, e com os humanos também. Penso seja por isso que a gente chora mais quando um animal morre, do que quando morre uma pessoa.

 

Tua alma, Peck, não tinha pecado, raiva, ódio de ninguém. Eras como se fosses um anjinho no corpo de um periquito que teve a felicidade de ir parar onde foi, na casa de meu filho. Lá, ia muita gente de Bom Sucesso. E, amigos e parentes, todos gostavam de ti. Eu só te via quando eles viajavam, mas foi o bastante para querer-te tanto e ficar abaladíssima com tua partida.

 

Adeus, Peck! Ou, até qualquer hora...

----------------------------

Jandyra Adami

Belo Horizonte, 18 de setembro/2011.


TAGS - temas do blog
(clique em cima):
,

publicado por LauraBM às 00:32
link do post
 O que é?

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

R O D A P É

Frase Especial

"Não há crueldade pior que pensar e acreditar que os animais existem para servir o Homem."
--------------------
Gabriela Toledo

Ama a Natureza?

"Então, não compre artesanato que contenha partes de animais.
Se ninguém comprar, os traficantes terão que mudar de atividade e milhões de animais deixarão de ser sacrificados."

Algo mais sobre mim
TAGS - temas do blog
(clique em cima)

00-especial

000-homenagens

01-animais do ar

02-animais do mar

03-animais da terra

04-eles são assim

04-fábulas

05-animais de amigos

06-saúde animal

07-artigos divertidos

08-pense nisto

09-poemas outros

10-crónicas-laura

10-poemas-laura

11-ternuras e piadas

12-datas especiais

12-natal

todas as tags

Meter o nariz no blog...
 
subscrever feeds
Novidades no blog

Não volte passarinho

Morreu-me uma andorinha

Uma questão de perspectiv...

Natal - 2013

Apostas e queixinhas

Libélula dourada - poema

Inglês aportuguesado

Tal como eu!...

Abraço de koala

ela (irresistível) e os m...

Aproveitando o banho...

Falcões peregrinos - poem...

Antiguidades óptimas
Também gostará de:

10 blogs para conhecer no...

Sua presença basta

Poema - Mais vale guardar...

Links especiais:
Fazer olhinhos