A maior beleza das aves está na sua liberdade!
Muitas coisas o pássaro diria, se pudesse falar.
E a tua alma, criança, tremeria, vendo tanta aflição.
E a tua mão, tremendo, lhe abriria a porta da prisão...
Sábado, 12 de Junho de 2004
Você voltou, sabiá

sabia_naarvore.jpgDesde março que não te vejo, que não te ouço...

Mas você voltou e todos os dias tenho acordado com a tua voz, vinda do lado de fora da minha janela, cantando pra mim... Como se fosse uma serenata, chamando por mim, me acordando para mais um dia...
Acendo a luz porque ainda é noite alta... Está escuro lá fora... então vejo você!!! Você fica ali insistindo ...insistindo... até que eu abra a janela para te dar o meu bom dia e receber toda a alegria que você transmite.
Você chega imponente, poderoso majestoso e anunciando a primavera.
Permanece durante todo o verão... mas vai embora e viaja em março... e me deixa morrendo de saudades de você...
Volta para ver se eu continuo ali te esperando... e eu estou ali no mesmo lugar...
Quando você chega logo pela manhã... até cheiro de mato eu sinto...
Por algum tempo você consegue transformar a cidade grande, a capital... numa pequena cidadezinha de interior com a poesia das músicas antigas... com o sino da igreja, que fica bem ali ao lado e toca às seis horas da manhã...
Você me faz muito feliz!
Você alegra as minhas manhãs e as minhas tardes de verão.
Ahhhh ...se todos tivessem a tua fidelidade, simplicidade e pureza...
o mundo seria bem melhor, porque você é o meu amorzinho
"A Majestade", "O Sabiá Laranjeira"
---------------------------
Marilene Laurelli Cypriano
http://www.ananke.com.br/marilene/textos_romanticos/de_marilene/Abertura/abertura.htm 


TAGS - temas do blog
(clique em cima):
,

publicado por LauraBM às 02:17
link do post | E custa, comentar neste blog?
 O que é?

2 comentários:
De Paulo Roberto Santana a 27 de Novembro de 2006 às 03:58
Quando eu navegava pela intenet, me deu vontade de saber um pouco sobre "ornitólogo", então ao encontrar o seu Blog pude perceber que nos identificamos muito, apesar de que, eu não sou um ornitólogo, então quando vc começou a discorrer a respeito do SABIÁ LARANJEIRA, os meus olhos marearam, pois no quintal da minha casa, que pequeno e bem simples,há cerca de uns cinco anos eu plantei, um pé de ameixa, um pé de pêssegos, dois pés de amóras, alguns ibíscos e um pé de abacate e então eu disse: "um dia eu quero ver passarinhos usarem essas árvore para descansar e se possível fazerm seus ninhos", (resumindo), o meu sonho se transformou em realidade, pois no dia de hoje estão se hospedando no meu quintal vários filhótes de sabiá laranjera(turdus rufiventris), sabiá verdadeiro(turdus fumigatus), entros outros pássaros, do tipo pomba juritís,pomba amrgosa, cebinho, beija flores etc, com seus respectivos pais,trazendo alimento e com a maior pciencia do mundo, coloca em seus inocentes biquinhos e quando aparece algum inimigo, aí o circo pega fogo, outro dia apareceram dois gaviões negros e ferozes,famintos e tentaram capiturar um dos filhotes de sabiá laranjeira aí então, eu precisei interferir, para espantar os bichos, mas desta vez foi por muito pouco; As vezes eu fico horas a observar o quanto é perfeita a natureza, pois sabemos que daquí a alguns dias eles irão se tornar fortes e irão procurar seu destino, assim como nós seres humanos já fizemos ou um dia iremos fazer; Parabéms pelo seu trabalho junto aos Bichos tenho serteza que vc é uma pessoa feliz;
Até a próxima,obrigado!
Paulo.


De correcaminhos a 28 de Agosto de 2005 às 13:02
Vou voltar
Sei que ainda vou voltar
Para o meu lugar
Foi lá é ainda lá
Que eu hei-de ouvir cantar uma sabiá
Vou voltar
Sei que ainda vou voltar
Vou deitar à sombra de uma palmeira
Que já não há
Colher a flor que já não dá
E algum amor talvez possa espantar
As noites que eu não queria
E anunciar o dia
Vou voltar
Sei que ainda vou voltar
Não vai ser em vão
Que fiz tantos planos de enganar
Como fiz enganos de me encontrar
Como fiz estradas de me perder
Fiz de tudo e nada de te esquecer
Vou voltar
Sei que ainda vou voltar
Para o meu lugar
Foi lá e é ainda lá
Que eu hei-de ouvir cantar
Uma sabiá
Cantar uma sabiá
Vou voltar
Sei que ainda vou voltar
E é para ficar
Sei que o amor existe
Eu não sou mais triste
E que a nova vida já vai chegar
E que a solidão vai se acabar
(Tom&Chico)


Comentar post

R O D A P É

Frase Especial

"Não há crueldade pior que pensar e acreditar que os animais existem para servir o Homem."
--------------------
Gabriela Toledo

Ama a Natureza?

"Então, não compre artesanato que contenha partes de animais.
Se ninguém comprar, os traficantes terão que mudar de atividade e milhões de animais deixarão de ser sacrificados."

Algo mais sobre mim
TAGS - temas do blog
(clique em cima)

00-especial

000-homenagens

01-animais do ar

02-animais do mar

03-animais da terra

04-eles são assim

04-fábulas

05-animais de amigos

06-saúde animal

07-artigos divertidos

08-pense nisto

09-poemas outros

10-crónicas-laura

10-poemas-laura

11-ternuras e piadas

12-datas especiais

12-natal

todas as tags

Meter o nariz no blog...
 
subscrever feeds
Novidades no blog

Não volte passarinho

Morreu-me uma andorinha

Uma questão de perspectiv...

Natal - 2013

Apostas e queixinhas

Libélula dourada - poema

Inglês aportuguesado

Tal como eu!...

Abraço de koala

ela (irresistível) e os m...

Aproveitando o banho...

Falcões peregrinos - poem...

Antiguidades óptimas
Também gostará de:

10 blogs para conhecer no...

Sua presença basta

Poema - Mais vale guardar...

Links especiais:
Fazer olhinhos